A vinícola cujo dono quase morreu afogado no vinho

Quando tinha cinco anos, o português Luís Vieira caiu num depósito de vinho e quase morreu afogado. Foi salvo por um funcionário da vinícola do avô. Hoje, ele vê graça nesse episódio e diz que foi o seu “batismo nas andanças do vinho”. Em 2010, criou a Parras Vinhos de Luís Vieira, transformada, em 2016, na Parras Wines.

A mudança foi para deixar a empresa mais jovem, mais flexível e numa linguagem universal para que pudesse ser compreendida mesmo além das fronteiras de Portugal. Essa concepção está presente nos nomes e nos rótulos dos dois vinhos da vinícola que chegam ao Brasil.

O Partitura Reserva Alentejano é um blend produzido com as uvas Aragonês, Trincadeira e Syrah. Já o Urbanista IG Lisboa é um corte elaborado com as castas Tinta Roriz, Touriga Nacional e Castelão. Os vinhos da Parra Wines são importados pela Domno Wines, uma empresa do Grupo Famiglia Valduga.