Importação de vinhos cresce em 2020 mesmo com câmbio alto

A retração econômica e o fechamento de negócios causados pela pandemia de coronavírus parecem não ter atingido o mundo dos vinhos. Os primeiros números de 2020 já mostravam recordes no consumo do produto pelos brasileiros e um expressivo aumento da participação de rótulos nacionais nas vendas. Apesar de um câmbio bastante desfavorável, a importação de vinhos também cresceu muito além do esperado no ano passado.

Comparado com 2019, as altas na importação em 2020 somam 26,5% em volume e 13,6% em valor. Os dados são da Ideal Consulting, empresa de inteligência de mercado especializada no consumo de bebidas e alimentos. Outra novidade foi a maior presença de rótulos argentinos nas importações.

A Argentina assumiu o segundo lugar no ranking final, na categoria valor em dólares, desbancando Portugal. No entanto, considerando o volume, os vinhos portugueses seguem na vice-liderança, atrás apenas do Chile, campeão invicto em todas as categorias.